Digite o que procura

7 dicas para escolher uma empresa de assuntos regulatórios

14/12/2017

Muitas companhias necessitam de regulação de empresa ou podutos na ANVISA, MAPA, entre outras autarquias. Os serviços regulatórios não são complexos e morosos como se diz, contudo, a falta de experiência nestes processos acaba resultando em prejuízos.

Para auxiliar empresas nestes processos, há inúmeros estabelecimentos que oferecem serviços como consultoria e/ou assessoria em assuntos regulatórios, mas como escolher uma boa empresa deste setor?

Primeiramente, uma empresa de assuntos regulatórios desempenha ações como organização de documentos de uma empresa, de forma que a contratada se encontre em conformidade com as normas vigentes da autarquia em questão.

Além da documentação e outras ações que garantem a regularização de empresa, as companhias de assuntos regulatórios prestam serviços aos estabelecimentos contratantes para ações de regulação de produtos.

Hoje trazemos 7 dicas que irão auxiliar você na hora de escolher uma empresa de assuntos regulatórios. Esta simples escolha acarreta em inúmeros benefícios como agilidade de tempo, economia com custos com retrabalho, dentre outros.

1- Procure uma empresa não um prestador de serviço

Muitos estabelecimentos que se caracterizam como empresa de assuntos regulatórios não são formados por uma equipe, sim dirigidas por um único indivíduo. Normalmente, o desempenho desta pessoa não será tão qualificado como a performance realizada por uma companhia que possui uma equipe formada por vários indivíduos de diferentes áreas do conhecimento.

 Este time culmina em ações mais assertivas, pois, a visão de um grupo mostra-se holística dentro dos assuntos regulatórios não se restringindo a uma única parte.

A RAGB possui equipe capacitada em diferentes áreas do conhecimento para atender com mais excelência seus clientes. Em busca de melhorias constantes, houve um aumento no número de colaboradores, dobrando a quantidade de profissionais na equipe.

2- Procure saber a história desta empresa

Um aspecto muito importante a ser observado na história da companhia é os resultados que esta empresa em assuntos regulatórios possui. Pergunte, quantos deferimentos ela tem conquistado em sua jornada. Isto lhe dará uma base da qualidade do serviço prestado.

A RAGB tem o orgulho de afirmar que possui mais de 99% dos processos deferidos. Todos resultados de serviços prestados com resiliência, comprometimento e respeito a cada cliente, atendido de forma personalizada.

3- Veja se esta companhia possui suporte em Brasília

Uma dica de ouro é saber se a empresa em assuntos regulatórios possui um suporte em Brasília. Isto se faz fundamental pois, em alguns processos, há a necessidade de um protocolo presencial, ou outros processos que devem ser feitos dentro de um curto período de tempo presencialmente.

Nossa empresa possui suporte na capital do país, o que confere maior segurança caso ocorra qualquer imprevisto junto às autarquias como a ANVISA.

4- Procure uma empresa Multifuncional

Em vários processos regulatórios junto a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (ANVISA) há a necessidade de regulamentação em outros órgãos.

À exemplo, um caso de café com alegação de propriedade funcional. O café em si é um produto sujeito ao Ministério da Agricultura Pecuária e Abastecimento (MAPA), porém a alegação de propriedade funcional está sob responsabilidade da ANVISA.

Neste caso, a empresa de assuntos regulatórios deverá realizar o processo de regulação de produto no MAPA e submeter a alegação a ANVISA, trabalhando em conjunto com a autarquia e com o Ministério.

Outro produto que elucida o assunto é a regulação de um Holter (monitor cardíaco), ele necessita de processos regulatórios junto à Anatel, ao Inmetro e à ANVISA.

Agora imagine que a empresa não tenha conhecimento de como proceder em outras instituições reguladoras, as chances de prejuízos com retrabalho são maiores. Tal risco é facilmente sanado na escolha de uma boa empresa com expertise em mais de um órgão.

A RAGB é uma empresa de assuntos regulatórios que possui experiência com o MAPA, ANVISA, Inmetro e Anatel, o que nos confere versatilidade dentro dos serviços prestados. Isto potencializa as chances de sucesso nos processos regulatórios de empresas e produtos independentemente da complexidade da mercadoria a ser regulada.

5-  Procure uma empresa sólida

Devido ao tempo de espera que pode ser aplicada a um processo regulatório, um ponto muito importante de ser avaliado é se a empresa de assuntos regulatórios se mostra sólida no mercado.

Caso contrário, há chances desta empresa sair do mercado antes do serviço ser finalizado, que pode gerar complicações. Outros pontos que devem ser vistos são: as garantias e conteúdo do contrato.

6- Cuidado com prazos de entrega muito curtos

Os prazos dos processos regulatórios são bem definidos dentro dos órgãos competentes, estando o tempo do processo sob domínio da instituição reguladora, não sob a responsabilidade da empresa em assuntos regulatórios. Por isso, não há como agilizá-los mais do que os prazos estipulados pela instituição responsável.

O que normalmente acontece é as companhias de assuntos regulatórios não qualificadas acabam cometendo erros durante as etapas de regulação de produto ou empresa. Desta forma, necessitam refazer os procedimentos, o que culmina em morosidade no serviço.

Escolher uma empresa que priorize a idoneidade e respeito ao cliente previne sua companhia de ter prejuízos de espera ou decepções com o serviço prestado. A RAGB é uma empresa de assuntos regulatórios especializada em diversos serviços junto ao MAPA, ANVISA e Inmetro que possui o parâmetro de respeito ao cliente desde sua concepção. Para saber mais informações de nossos serviços clique aqui.

7- Busque uma companhia com experiência em assuntos regulatórios internacionais

Para estabelecimentos internacionais, um outro ponto que deve ser avaliado é se a empresa de assuntos regulatórios possui experiência em serviços fora do Brasil, pois esta expertise reverbera e vários impactos como: Prática com free sale, consularização de documentos, tradução juramentada, conhecimento de outros sistemas regulatórios para harmonização com as leis do Brasil, dentre outros fatores que farão a diferença no produto final.

A RAGB possui amplo Know-how em assuntos regulatórios internacionais.  Realizamos serviços em mais de 40 países distintos, dentre eles: Estados Unidos, Espanha, Canadá, Coreia do Sul, Índia, dentre outros. Para saber mais sobre quem somos, clique aqui.